Efeito Banner

Fundamental Engenharia

Abril verde: Alerta para a Saúde e Segurança dos trabalhadores Brasileiros

01/04/2019

Abril é o mês da prevenção aos acidentes de trabalho. E como tratar do tema da prevenção em um país que está em quarto lugar no ranking de locais onde mais ocorrem acidentes ocupacionais no mundo?

Abril Verde é uma ação que recebe o apoio do Ministério do Trabalho, Previdência Social e de empresas do setor Privado. O Abril verde foi criado para conscientizar toda a população sobre a importância de práticas que reduzam o número de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, este mês inteiro é dedicado à saúde e segurança do trabalhador.

Para isso, uma série de ações são realizadas, com o objetivo de promover um ambiente seguro e práticas saudáveis em todos os setores produtivos. Ações como essa ajudam a consolidar a cultura de prevenção, que depende de cada um de nós.

 

Por que Abril?

O mês de abril foi escolhido por representar um importante acontecimento. Em 28 de abril de 1969, uma explosão na mina da cidade de Farmington, estado da Virgínia, nos Estados Unidos, matou 78 trabalhadores. Desde então, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) instituiu a data como o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho. A data também virou Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho, tendo o laço verde como o símbolo de representação.

Veja alguns pontos que podem ajudar a evitar acidentes na indústria:

MANTER O AMBIENTE DE TRABALHO SEGURO: Estabelecer um conjunto de medidas preventivas é o melhor caminho para proteger a equipe de acidentes a que todos estão sujeitos diariamente. Assim, os Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC’s) são fundamentais para manter o ambiente de trabalho seguro. Alguns exemplos são os cones e faixas de segurança, placas de sinalização, sensores de presença, sirenes e alertas luminosos, cadeados e garras de bloqueio, bloqueios de disjuntores.

 

OFERECER EPI’S PARA EQUIPE: É obrigatório que as empresas forneçam aos funcionários os Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) necessários para desempenhar cada atividade. A escolha do EPI deve estar de acordo com o grau de proteção exigido para a função inerente ao risco do equipamento.

INVESTIR NO TREINAMENTO DA EQUIPE: Os funcionários precisam saber exatamente o que estão fazendo a todo o momento, portanto, seguir os processos. Assim, educar os trabalhadores sobre as atitudes preventivas é fundamental.

CONSCIENTIZAR E MANTER UM DIÁLOGO SOBRE O TEMA: A segurança precisa fazer parte do dia a dia dos trabalhadores. Então, além de treinamentos, vale a pena investir em conversas diárias, palestras e outros tipos de discussões para sempre deixar a equipe preparada.

MANTER AS MANUTENÇÕES EM DIA: A falta de manutenção preventiva aumenta muito o risco de acidentes, já que o trabalhador, ao tentar resolver um problema, pode se expor a situações que comprometem sua integridade física. Por isso, é muito importante desenvolver uma rotina de manutenções regulares de máquinas e equipamentos.

 

 

 

 

 

Fonte: Revista CIPA